Monarquia, Cidadania, Democracia

Balanço de 6 meses de actividade

Deixe um comentário

LogótipopcmQuando há 6 meses lancei um desafio no Facebook, convidando amigos conhecidos monárquicos, e repare-se que fiz um convite alargado, tinha como principal objectivo a criação de um espaço de divulgação de uma mensagem monárquica moderna, actual, desempoeirada, pujante rumo ao futuro. Consegui, num espaço curto –  porque queria alinhavar tudo nos dias 13 e 14 de Maio, para podermos lançar a Plataforma de Cidadania Monárquica, a 15 de Maio, data de aniversário de SAR O Senhor Dom Duarte, Duque de Bragança e Herdeiro do Trono de Portugal – reunir uma equipa de 4 elementos, a contar comigo próprio. No fundo consegui a aceitação de 3 Monárquicos que estão neste momento a dar muito interessantes cartadas: César Braia, João Pinto e Miguel Villas-Boas.

Nos meses seguintes, fomos acertando as agulhas, e comecei a deparar-me com qualidade, criatividade, entusiasmo, dedicação, ideias, excelente entendimento entre diversos membros da equipa. Na Plataforma de Cidadania Monárquica, cada um tem a sua própria forma de pensar, cada um tem as suas opiniões e cada um age segundo as suas convicções. Cada um, na Plataforma de Cidadania Monárquica é bom em algo, e é nisso que apostamos: que cada um de nós consiga valorizar o que de melhor tem para dar à Causa em que acreditamos.

Assim, conseguimos garantir já 6 meses de muito boa produtividade e com bons resultados.

Entretanto iniciámos um processo fundamental de apaziguamento. No contexto das autárquicas, tendo em consideração que houve Plataformas de Cidadania que concorreram nessas eleições, era fundamental esclarecer desde logo, que a Plataforma de Cidadania Monárquica, não é, nem será nunca, um movimento político à parte. Reconhecemos, indubitavelmente, todas as entidades oficiais, que por bem defendem a Monarquia Parlamentar e Democrática, nomeadamente a Causa Real e o PPM, assim como entendemos que é precisa uma estratégia de Cidadania e de modernidade e que por isso também entendemos que o Instituto da Democracia Portuguesa tem um papel fundamental a desempenhar em todo este processo. Basicamente, o que queremos, é a paz e a união entre os monárquicos convictos e sobretudo Leais a SAR O Senhor Dom Duarte de Bragança.

Defendendo uma Monarquia Democrática, a nossa contribuição vai no sentido de fomentar massa crítica e temos vindo a divulgar o nosso trabalho muito bem, nas Redes Sociais onde estamos.

Em 6 meses de actividade, foi feito mais, do que em outros projectos por mim iniciados no passado, no mesmo período de tempo, o que é, efectivamente significativo.

SAR O Senhor Dom Duarte, Duque de Bragança, poderá sempre contar com a nossa Lealdade e empenho em prol da defesa de uma Democracia Real, para o nosso Real Portugal.

A Causa Real poderá contar sempre com a nossa amizade e vontade de cooperar, com base na boa fé e sobretudo tendo em conta que foi criada por SAR O Senhor Dom Duarte com vista à defesa das vantagens da Instituição Real para Portugal.

O Instituto da Democracia Portuguesa é uma organização fundamental, com a qual queremos aprender e cooperar, com vista à fomentação de um novo paradigma de organização política, no quadro de uma Transição Democrática para a nova Monarquia que aí vem.

O Partido Popular Monárquico, é um Partido Histórico, pois foi criado por grandes Monárquicos que defenderam sempre a Democracia. Esta parte fundamental da História deste partido, e agora com esta nova liderança, com o Dr. Paulo Estêvão, Deputado na Assembleia Regional da Região Autónoma dos Açores, abre-nos um caminho importante na defesa da Monarquia. Ainda em relação ao Partido Popular Monárquico quero aqui sublinhar algo de muito importante: quem é Monárquico não é obrigado a ser militante do partido. Este ponto deve ir ao encontro da consciência livre de cada um. Há monárquicos que são socialistas, sociais-democratas, democratas-cristãos, comunistas, bloquistas, nacionalistas, etc. Devemos todos nós monárquicos procurar unir toda esta família, em torno da Família Real. O Movimento Monárquico é rico na sua diversidade e ninguém é mais monárquico do que outrém e ninguém tem mais razão do que outrém. Cada um é livre, tal como o Rei é livre, e tal tem sido assim desde a Fundação do Reino! Acho que sinceramente, os monárquicos só estarão divididos se quiserem estar divididos, pois se houver respeito da diversidade de cada um dos monárquicos, ganharemos maior força, porque a Monarquia defendida pelo Herdeiro da Coroa de Portugal, é Democrática e sendo democrática, tem que aglomerar todas as tendências e diferenças.

Mais recentemente, a Equipa Coordenadora da Plataforma de Cidadania Monárquica propôs um acordo de cooperação com a TV Monarquia Portuguesa, que foi aceite e desde então começámos a desenvolver uma muito profícua e interessante cooperação entre ambas as iniciativas. Sempre na defesa da Monarquia, da Democracia por Portugal!

Podem continuar a contar com muita dedicação em prol de um Portugal melhor, de um Portugal Real, pois defendemos um verdadeiro projecto de Democracia Real.

Viva o Rei!

Viva Portugal!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s