Monarquia, Cidadania, Democracia

Um Bom Verão Monárquico

Deixe um comentário

Verão Monárquico

Às 16h39m de hoje entra a estação do Verão, a tão aguardada época em que, após um longo ano de trabalho, os portugueses optam por começar o período de vilegiatura! Com a certeza de que possuímos o melhor dos melhores Países do Mundo para veraneio é altura de se iniciar a gozar ou pelo menos a pensar fazer as merecidas férias.

Para a já incontornável Plataforma de Cidadania Monárquica foi, também, um ano de crescimento e afirmação tendo completado a 15 de Maio último o seu 2.º Ano de existência, ainda que tenhamos perdido no fim de 2014 o nosso companheiro de luta e correligionário Monárquico, o inesquecível David Garcia. Mas continuámos: de resto, o regresso da Monarquia era o sonho do David!

Alcançamos, hoje, os 1800 Seguidores na nossa Página no Facebook, motivo pelo qual agradecemos a todos os nossos Seguidores e Amigos que têm a gentileza de acompanhar as nossas publicações que fazem a abonação do retorno da Monarquia a Portugal.

O republicanismo reclama sempre uma indulgência para com as suas ideias que não possui quando ataca com fundamentalismo os que percepcionam de maneira distinta. Mas isso não é a democracia com que enchem os pulmões!

Os Monárquicos têm o direito a acreditar e a exigir uma discussão pública e popular sobre o regime em que se quer viver e que melhor servirá os interesses pátrios! Para já a Restauração da Monarquia ainda é uma miragem, pois o regímen está blindado de forma a apenas permitir o actual regime único. Em pleno século XXI em que a consulta popular é chamada a pronunciar-se sobre as mais variadas minudências, não deixa de ser caricata tal intolerância e salinidade constitucional.

Mas temos que acreditar, não podemos baixar os braços, nem a franquia, e pensar que não é uma inevitabilidade a manutenção do regímen actual.

Naturalmente, a Plataforma de Cidadania Monárquica reconhece que os direitos dinásticos da Coroa Portuguesa pertencem à pessoa de Sua Alteza Real o Senhor Dom Duarte de Bragança, e ao Seu herdeiro que legitimamente lhe vier a suceder como Chefe da Casa Real. Além disso, entendemos que, pelas características conhecidas de Sua Alteza Real – nomeadamente, a afabilidade transparente -, o Príncipe, na eventualidade de vir a ser Rei, será um Chefe de Estado conforme a intuição que se tem dos caracteres próprios da magistratura real derivada do direito natural em que entre o Rei e o Povo existe uma relação quase familiar, e que o Senhor Dom Duarte de Bragança enaltece todos os dias a Sua incontestável posição e mantém vivo o espírito da História de Portugal!

– Não seria extraordinário se amanhã ao acordar já o fizéssemos sobre a Égide de um Rei?

Por isso mesmo no período estival, apesar de não o ir fazer com a cadência habitual, a Plataforma de Cidadania Monárquica continuará a produzir os seus conteúdos, sendo que esse desiderato parece corresponder à vontade dos seus Seguidores e Amigos.

Viv’ó Rei! Viv’á Monarquia!

Miguel Villas-Boas – Plataforma de Cidadania Monárquica

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s